quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ponta Grossa oferece medicamentos gratuitos pelo sistema Farmácia Popular

O Programa Farmácia Popular do Brasil, criado pelo Governo Federal em 2004, vende mais de 100 remédios a baixo custo, com descontos que chegam até 90%. A partir deste ano, o programa também conta com remédios para diabetes e hipertensão oferecidos gratuitamente. Em Ponta Grossa a unidade própria da Farmácia, localizada na rua Dr Colares, 25, oferece uma lista contendo 18 medicamentos gratuitos e 108 com preço reduzido.

Os remédios são disponibilizados na sede da Farmácia Popular, em mais de 500 munícipios, e pelas famácias privadas conveniadas com o governo pelo sistema “Aqui tem Farmácia Popular”. A Fundação Osvaldo Cruz, órgão executor do programa, adquire os medicamentos nos laboratórios públicos ou privados e manda a preço de custo para as farmácias conveniadas.

A farmacêutica responsável pela unidade da Farmácia Popular em Ponta Grossa, Doroty Pietrobelli, acredita que o programa melhora na condição de vida da população. “Nosso objetivo é que as pessoas não parem com o tratamento por não ter condições de comprar os remédios”, diz. Ela afirma que o programa amplia o acesso da população aos medicamentos e melhora as condições de vida.

Um dos remédios mais vendidos na unidade de Ponta Grossa é o Sinvastatina, que ajuda no tratamento do colesterol. O medicamento custa em média R$ 30,00, já na Farmácia Popular sai por R$3,80, uma economia de cerca de 87%. O cidadão ainda pode economizar nos remédios para asma, rinite e osteoporese, entre outros.

Além dos preços baixos, Doroty fala que a Farmácia Popular orienta a população. “O atendimento aqui é diferenciado. Damos os remédios e também dicas de saúde para todas as pessoas”, diz. Ela lembra que, além dos remédios, fraudas geriátricas e preservativos têm preços reduzidos, o que ajuda nas necessidades básicas e no controle da natalidade dos cidadãos, gerando melhor qualidade de vida em Ponta Grossa.

Segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS), o Brasil possui cerca de 7,5 milhões de diabéticos e 22,6 milhões de hipertensos. O aposentado Ogari Taques Ribas, 76 anos, é diabético e explica que os remédios tem custo alto e isso dificultava o tratamento. “Agora que os remédios são de graça, posso me tratar e ter mais alguns anos de vida”, diz.

Os medicamentos podem ser adquiridos sem limite por pessoa, porém se forem remédios contínuos a receita deve ser renovada. “A pessoa pega apenas a dosagem estipulada pelo médico na receita. Se precisar de mais, nós renovamos no próximo mês”, explica Osvaldo José Morais, farmcêutico da Fleming, conveniada com o “Aqui tem Farmácia Popular”. Para aquisição do medicamento é necessário apresentar a receita médica e o CPF do paciente.

Os remédios gratuitos para diabetes são Maleato de Enalapril, Clor de Propanolol, Captopril, Losartana com 30 e com 60 comprimidos, Atenolol com 30 e 60 comprimidos, Hidroclorotiazida, Glibenclamida, Clor de Metformina com 30 e 60 comprimidos e Insulina Humilin. Os medicamentos para hipertensão são o Pressotec, Captomed, Atenopres e Diurix.

Texto: Luana Stadler

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi interessante blog , amei bastante, secalhar poderiamos tornar-nos amigos de blog :) lol!
Tirando as brincadeiras sou o Humberto, e à semelhança de ti publico webpages se bem que o tema do meu space é muito distinto deste....
Eu estudo páginas de poker que falam de poker gratis sem arriscares do teu bolso......
Amei bastante aquilo li aqui nesta 2a visita
Virei aqui mais vezes
Ps:tenho um portugues ruim.

Ricardo Laerte disse...

Gostaria de informar um site que ajuda a encontrar medicamentos mais baratos nas farmácias online de todo o brasil.

http://www.maispreco.com